Buscar
  • Dr A A Mundewadi

Poliarterite Nodosa (PAN) – Fitoterapia Moderna (Alopática) Versus Ayurveda

A poliarterite nodosa (PAN) é uma doença autoimune rara que envolve inflamação generalizada de pequenas artérias do corpo, afetando principalmente a pele, articulações, nervos periféricos, intestinos e rins, embora os lings geralmente sejam poupados. Os sintomas comuns incluem febre, suores noturnos, perda de peso, ulcerações na pele ou nódulos sensíveis e dores musculares e articulares severas, desenvolvendo-se ao longo de semanas ou meses. A PAN pode estar relacionada a infecções por Hepatite B e C, assim como a mutações genéticas. Esta doença pode ter complicações graves a longo prazo, especialmente se associada a danos intestinais, renais, cardíacos ou cerebrais. O sangramento espontâneo de vários locais também pode ser fatal. A PAN é, portanto, um distúrbio muito sério que precisa de atenção urgente. O tratamento conservador é geralmente com esteróides e drogas imunossupressoras. Esses medicamentos podem salvar vidas, pois atuam imediatamente no corpo e reduzem ou revertem a inflamação, o sangramento, a lesão de órgãos e a falência múltipla de órgãos. A perspectiva geral pode, portanto, ser consideravelmente melhorada com esses medicamentos; no entanto, o prognóstico a longo prazo ainda permanece sombrio. Além dessas limitações, tanto os esteroides quanto os imunossupressores apresentam efeitos colaterais consideráveis ​​quando usados ​​em altas doses ou por períodos prolongados. O tratamento com ervas ayurvédicas é muito eficaz no tratamento abrangente da PAN, incluindo a inflamação e os danos nas artérias, bem como no tratamento e prevenção de complicações a longo prazo. Os medicamentos fitoterápicos podem tratar as artérias inflamadas; reduzir a formação de micro aneurismas; prevenir bloqueio, infarto, ulceração e sangramento; e, assim, evitar danos a longo prazo aos órgãos que eles fornecem. Os medicamentos fitoterápicos também podem induzir a cura em artérias inflamadas sem comprometer a imunidade. Sintomas associados ou causas conhecidas, como hepatite e infecções crônicas, também podem ser tratadas separadamente com ervas apropriadas.


Para uma remissão completa e para prevenir recaídas de longo prazo, todo o espectro do tratamento ayurvédico precisa ser administrado, incluindo desintoxicação, rejuvenescimento e modulação imunológica. Os vários estágios desses tratamentos precisam de medicamentos diferentes, enquanto as ervas para tratar os sintomas apresentados e a patologia da PAN são continuadas simultaneamente. Dependendo do tipo de apresentação, da gravidade dos sintomas apresentados e do estágio em que o tratamento foi iniciado; O tratamento fitoterápico ayurvédico precisa ser administrado por períodos que variam de 4 meses a quase 18 meses, para poder tratar completamente todas as apresentações clínicas da PAN (que podem ser bastante variadas). Em suma, a PAN é uma doença grave que necessita de tratamento rápido e agressivo, caso contrário pode ser fatal. Embora o tratamento moderno possa definitivamente provar ser rapidamente eficaz no controle dos sintomas, não é uma modalidade de tratamento satisfatória a longo prazo. Dito isto, para cuidados médicos agudos ou de emergência, não há alternativa a uma unidade médica de terapia intensiva moderna totalmente equipada. O tratamento ayurvédico é um início lento e pode não ser recomendado para uma situação de emergência; no entanto, o tratamento com ervas ayurvédicas pode gerenciar e tratar com sucesso a PAN em longo prazo e reduzir significativamente a morbidade e a mortalidade resultantes dessa doença. O tratamento com ervas ayurvédicas pontua de forma abrangente em eficácia, segurança e acessibilidade. O início precoce do tratamento garante uma cura mais completa e reduz as chances de complicações a longo prazo ou recaídas. Do ponto de vista dos pacientes, uma criteriosa combinação de tratamento moderno e ayurvédico é a melhor escolha para garantir uma recuperação rápida e completa, minimizando os riscos. Poliarterite nodosa, PAN, doença autoimune, tratamento ayurvédico, fitoterápicos.

0 visualização0 comentário